doutor Vern Gambetta é considerado por muitos o fundador do Exercício Funcional aplicado ao desporto (Functional Sports Training). Foi treinador e preparador físico de equipas com diferentes características (idades, níveis e sexo), em deportos como o basquetebol, natação, hockey, ténis, futebol (ex-treinador nacional nos EUA) e futebol americano e professor no Canadá, Japão, Austrália, EUA e Europa.

Durante 40 anos de carreira profissional, foi preparador e treinador de distintas modalidades e um dos creadores do programa USA Track & Field Coaching Education Program, um programa estado unidense reaizado para a formação de treinadores de atletismo.

A história e o significado do functional training

Vern Gambetta é reconhecido internacionalmente como um experto em preparação física e treino. Na Convenção internacional FIBO 2017 realizada em Colonia, na Alemanha, Vern Gambetta expôs uma interessante tema cujo a sua titulação foi “The History and Meaning of Functional Training – How stupidity destroyed the meaning of Functional Training”.

Para Gambetta, mesmo que uma sessão de treino seja específica para um determinado desporto ou actividade física, não tem porquê imitar exactamente o desporto em questão, os movimentos devem ser simplesmente adequados para aumentar o rendimento. Posto isto, Gambetta recomenda que em vez ser realizado o tradicional aquecimento muscular antes de efectuar exercício funcional, deve ser realizada uma preparação da coordenação motora para esse mesmo exercício que o atleta realizará posteriormente.

Vern Gambetta: “Tudo é funcional”

O autor define “função” como o que permite integrar movimentos multidisciplinares: em cima, em baixo, de lado, dando a volta…

O que é funcional? Se estás vivo, tudo o que fazes é funcional. Dependendo do que faça, cada pessoa tem distintos exercícios funcionais personalizados. O papel do treinador/preparador é encontrar o equilibrio perfeito entre o trabalho funcional e cada pessoa”.

O contexto é determinante no que toca ao exercício funcional (atleta, desporto, atividade, finalidade, etc). “Não se pode pensar que qualquer exercício é válido para todos”. Posto isto, Vern acrescenta que um dos maiores erros que se comentem hoje em dia é pensar-se que o mesmo grupo de exercícios são genéricos para qualquer tipo de usuário.

“Pensem, pensem e pensem! Analizem, observem e oiçam! Utilizem e cultivem a vossa imaginação, o software “cerebro” é o que realmente importa para que um treino funcional seja feito correctamente”, afirma o especialista. 

Ainda assim, este contradiz-se e afirma que acredita na ciência e afirma que é importante basear-se na prática baseada em evidência científica. “Se uma coisa funciona, provavelmente seja a correcta. Se não funciona, volta a avaliar os passos da progressão”, conclui.

Para Vern Gambetta não existem exercícios funcionais correctos, se não que existem exercícios funcionais correctos para cada situação e para cada indivíduo. Assim quem, o trabalho de um treinador deve basear-se na análise do indivíduo como um ser único e singular e guiá-lo para que alcance o maior proveito individual.

O lema do Dr. Gambetta é “Coach the best to be better” e os seus passos para o êxito resumem-se em:

  • Preparar-se para as necessidades de cada desporto;
  • Localizar as necessidades de cada jogador;
  • Contar com um planning detalhado;
  • Ter um sistema para implementar esse mesmo planning;
  • Avaliar os resultados de forma objetiva e adequar a planificação de acordo com os seus resultados.

DAASM SYMPOSIUM 2017 – Vern Gambetta from DAASM on Vimeo.