Dr. Pedro Prata, médico: “Com a técnica EPTE® os resultados obtidos têm sido óptimos”.

Pedro Miguel Tavares Prata, médico especialista em Medicina Geral, Familiar e Medicina Desportiva, aceitou o desafio de contar em primeira pessoa a sua opinião e experiência ao utilizar a técnica EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica.

Este especialista marcou presença no Curso Oficial EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica realizado na Escola Superior de Saúde do Porto em Novembro de 2016 e nessa altura as suas expectativas em relação à técnica eletrólise percutânea eram já bastante altas. Actualmente, Pedro demonstra-se satisfeito com os resultados que tem obtido e aceitou falar sobre eles.

Dr. Pedro Prata, entrevista sobre a aplicação da técnica EPTE®

Segundo este profissional é importante a partilha de resultados, sobretudo numa área como a saúde, principalmente para que outros profissionais, possam ter a oportunidade de conhecer os benefícios da eletrólise ou de outro tipo de técnicas no tratamento dos seus pacientes.

1. Pedro, como descobriu a eletrólise percutânea terapêutica?

“Antes de referir como descobri a eletrólise percutânea terapêutica, gostaria de referir que como médico de medicina geral e familiar cerca de 15%-20% das minhas consultas anuais dizem respeito à patologia músculo-esquelética. Nesse sentido e aliado ao gosto que tenho pela área músculo-esquelética sempre procurei alternativas à tradicional terapêutica oral prescrita no combate à dor. Foi então que através de pesquisas na internet descobri a EPTE®”, responde o medico.

Equipa Médica Fiães SC

À parte do papel importante que exerce na equipa médica do Fiães SC, o médico Pedro Prata exerce também funções no Centro Médico Integrado Belorizonte e é aqui onde aplica a técnica, fazendo deste local um dos Centros Homologados EPTE® em Portugal. Conheça como ser Centro Homologado EPTE® e as suas principais vantagens.

2. Na sua opinião como profissional de saúde, quais considera que são os principais benefícios da eletrólise percutânea?

“Como disse anteriormente, trata-se de mais uma alternativa no combate à patologia músculo-esquelética. Trata-se de uma técnica segura e eficaz, reduzindo o tempo de recuperação do doente e no meu caso da medicina desportiva é extremamente importante na redução do tempo de recuperação do atleta, permitindo um regresso mais rápido e efetivo à competição”.

A técnica EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica é utilizada para o tratamento praticamente indolor de tendinites tendo já demonstrando resultados bastante positivos em tendinopatias consideradas crónicas. O médico e o fisioterapeuta devem efectuar uma avaliação do estado do tendão e partir daí adequar o número de sessões e o exercício terapêutico a realizar para uma excelente recuperação do tendão.

3. Dr. Pedro, segundo a sua experiência com a técnica EPTE®, os resultados alcançados têm sido positivos?

“Os resultados obtidos têm sido óptimos! Quer na componente da medicina geral e familiar em pacientes mais idosos, trabalhadores com movimentos repetitivos, com tendinopatias do supra-espinhoso, epicondilites, quer na tendinopatia do tendão de Aquiles e fascíte plantar no atleta”, revela Pedro Prata orgulhoso.

4. E, qual é a sua percepção tendo em conta a reacção dos seus pacientes?

“Sempre que aplico a técnica EPTE® faço-a com controlo ecográfico, logo para além da excelente reação dos meus pacientes,posso ver o efeito da técnica EPTE® em tempo real. Isto deixa-me, como é óbvio, satisfeito, confiante no trabalho e com vontade em aprender ainda mais sobre esta técnica. Desafiava desde já a EPTE® a fazer um curso avançado ainda este ano em Portugal, caso isso seja possível”, comenta Pedro.

A Ionclinics conta com uma excelente equipa docente e de investigação e esse factor permitiu tanto à marca como à técnica uma evolução completa e equilibrada, fazendo com que o leque de possibilidades deste tratamento se amplie cada vez mais. Através do Curso Básico EPTE® é possível aprender as abordagens do tratamento com eletrólise percutânea nos tendões:

  • Tendão de Aquiles;
  • Tendão Supra-espinhoso;
  • Tendão Epicôndilo;
  • Tendão Rotuliano;
  • Fáscia Plantar;
  • Pubalgia.

Após a realização do Curso Básico EPTE®, já existe à disposição dos profissionais de saúde formados em EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica o Curso Avançado EPTE® com novas abordagens desenvolvidos para garantir uns parâmetros de segurança e eficácia óptimos.

Para finalizar a entrevista, o Dr. Pedro Prata contou um caso real tratado com a EPTE® de um dos seus pacientes e afirma qual é a abordagem mais comum no seu Centro Homologado EPTE®:

Paciente curada com Eletrólise Percutânea

“Onde tenho aplicado mais a EPTE® tem sido na patologia no supra-espinhoso. Tenho um caso de uma doente com 53 anos, enfermeira e que veio ao meu Centro homologado EPTE com omalgia direita com meses de evolução e sem resultados quer com analgesia oral e técnicas tradicionais de fisioterapia. A ecografia mostrava um tendão supra espinhoso com mudanças na sua estrutura e com uma pequena rotura. Ao fim da 3ª sessão a doente já revelava uma significativa redução da dor e uma melhoria funcional significativa. O tratamento ficou completo ao fim de 5 sessões, com a doente completamente assintomática”, conclui o médico destacando também a sua melhoria funcional significativa.

A equipa EPTE® agradece ao Dr. Pedro Prata toda a sua simpatia e disponibilidade para contar a sua experiência com a técnica EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica. A técnica EPTE® é uma ferramenta de alta aplicação clínica inserida dentro de um contexto de abordagem global da lesão, onde é de grande importancia uma correcta modulação a carga e pauta de exercício terapêutico como parte do tratamento.