Os nossos pés ficam livres após a chegada do verão devido à eleição de um calçado aberto que nos permita suportar melhor o calor. Contudo, a mudança para este tipo de calçado expõe os nossos pés a uma série de agressões que podem terminar criando problemas como a fáscia plantar, também conhecida como fascite plantar, ou uma tendinopatia que nos proporcione muito desconforto e dor.

O que é a fascite plantar?

fáscia plantar ou fascite plantar, pode aparecer em muitas ocasiões ligadas à eleição do tipo de calçado. No caso dos chinelos, segundo alguns profissionais, esta não é uma eleição nada benéfica para os nossos pés. A planta do pé é esforçada demasiado ao utilizar este tipo de calçado e pode culminar numa fáscia plantar (fascite plantar). Outro tipo de problemas causados por este calçado são lesões nos calcanhares, tornozelos e até pode chegar a provocar, entorses ou tendinites no tendão de Aquiles.

A fascite plantar não seria a única consequência negativa de um abuso da utilização de chinelos. O sobre-impacto do tendão ao caminhar produz dor, pode provocar bolhas, tendinites nos dedos dos pés (devido à extensão e flexão forçada dos dedos) e secagem da pele. São consequências de uma abuso deste tipo de calçado. Contudo, é recomendável utilizar para evitar contágio de fungos ou queimaduras devido a pés descalços nas piscinas e praias, por exemplo.

A fascite plantar é uma inflamação da região conhecida como fáscia. No caso desta tendinopatia plantar, observa-se um processo degenerativo, com formação de tecido fibrótico (em poucas ocasiões observa-se uma inflamação do tendão, o que seria considerado uma tendinite).

Fascite Plantal

Sintomas Fascite Plantar

Sintomas de Fascite Plantar

Os sintomas consistem numa dor matinal comparada pelos pacientes como a “sensação de pisar vidros”. Em alguns artigos podemos encontrar exercícios recomendados para aliviar a dor na fáscia plantar. Sempre que a lesão piore, será o médico, fisioterapeuta ou podólogo quem o/a ajudará a solucionar o problema.

Fascite plantar no tendão de Aquiles

Os chinelos podem provocar ou favorecer a fascite plantar mas, existe um outro tipo de calçado não recomendado pela maneira como “mal trata” os nossos tendões. No caso do tendão de Aquiles, é pouco recomendável mudanças repentinas na altura do calçado (de tacão a sapatilhas, por exemplo) de maneira contínua. Outras actividades que agridem o tendão de Aquiles são a hiperpronação ou subir locais muito inclinados.

barefoot

Prática de Barefoot

O perigo de utilizar saltos altos

São muitos os especialistas que recomendam utilizar apenas 2 ou 3 centímetros de tacão porque compensam 50% das cargas entre o retropé e o antepé. Uma prática como o Barefoot (caminhar descalços), apesar de não ser nova, conta com muitos adeptos em todo o mundo.

Os pés suportam o nosso peso quando andamos ou estamos em pé, assim que, estão em contacto contínuo com o chão e expostos a agressões continuadas que nos abrigam cada vez mais a prestar-lhes uma maior atenção e cuidados.

Como tratar uma tendinite no tendão de Aquiles?

Quer saber como combater este tipo de tendinites? A fascite plantar é uma das tendinopatias na qual a EPTE® eletrólise percutânea terapêutica é rápida e eficaz. Saiba mais sobre o tendão de Aquiles: lesão e tratamento com eletrólise.