A fisioterapia canina comprovou que a Eletrólise Percutânea EPTE® aplicada a cães começou a dar frutos e, tal e como acontece no tendão humano, a utilização da técnica EPTE® demonstra melhorias muito boas a nível músculo-esqueléticos nos nossos companheiros de quatro patas. Elena Martínez, fisioterapeuta no Centro Fisioterapia Viva, centro especializado em fisioterapia animal fala-nos um pouco sobre a sua experiência. 

Os fisioterapeutas consideram que a eletrólise percutânea é um tratamento necessário e de alta qualidade no que toca à recuperação tendinosa humana e agora também nos animais, evitando assim tratamentos mais agressivos e desconfortáveis.

A importância da fisioterapia canina

Para Elena Martínez, especialista em fisioterapia animal, as tendinopatias caninas fazem parte do seu dia-a-dia. Segundo a sua experiência, os cães levam anos a serem utilizados como aliados do homem para as mais variadas tarefas contudo, muitas vezes não estão aptos para tal.

O homem, com o passar dos ano foi modificando as raças para obter melhores qualidades em alguns aspectos em função do trabalho a realizar. Esta situação sem sempre é beneficiosa para o animal já que, em algumas ocasiões, a exigência física pode acarretar outras consequências. Elena Martínez

A nossa influência sobre estes animais sobre os cães é tão grande que em algumas ocasiões. Sem dar-nos conta, podemos sobrecarregar o animal e gerar inconscientemente lesões caninas às quais é necessário encontrar a maneira mais efetiva e indolor para dar-lhes qualidade de vida.

Tratamentos de lesões com EPTE® aplicada a cães

Elena Martínez Gómez, fisioterapeuta canina.

Segundo Elena, na fisioterapia com cães são aplicadas as mesmas técnicas que aos humanos. É importante conhecer a anatomia animal e a sua biomecânica para uma correcta aplicação das técnicas de fisioterapia canina.

As lesões mais frequentes ao nível de fisioterapia são as tendinopatias, roturas de fibras, lesões discais e alterações neurológicas. É necessário realizar um tratamento preventivo de lesões nos cães de desporto e um tratamento paliativo em cães geriátricos.

Para o tratamento de um cão é necessário realizar uma primeira observação ao animal: primeiro observação estática e depois observação dinâmica. Nestas observações são registados valores como:

  • Presença de assimetrias;
  • Cicatrizes;
  • Movimento durante a marcha (passada, trote e galope);
  • Como se senta e levanta;
  • Como se deita e como se levanta;
  • Como é transportado pelo dono;
  • Etc.

Uma vez terminada a observação começamos com a palpação, primeiro superficial e e depois profunda com movimento articular. São registados por escrito todos os ponto relevantes: zonas de calor, crepitação, aderências, cicatrizes, restrições de mobilidade, presença de PGM ou bandas tensas e zonas de dor. Faz parte da minha maneira de trabalhar e antes de começar qualquer tratamento gosto sempre de realizar também um exame neurológico básico mas, que me aporta muita informação e, em algumas ocasiões, já descubrí alguns sinais de patologia que devem ser avaliados pelo veterinário.  Elena Martínez

Benefícios da aplicação da EPTE® em cães

EPTE® aplicada a cães.

Para a fisioterapia canina a EPTE® aplicada a cães permite a recuperação de tendinopatias crónicas que de outra provavelmente sejam tratadas com infiltrações ou com tenotomias que a médio-longo prazo podem criar muitas compensações. “O tratamento com EPTE® aplicada a cães é uma ajuda muito valiosa e de qualidade, facilitando o nosso trabalho”, afirma a fisioterapeuta canina Elena.

De momento, os casos de tratamento de cães com a EPTE® estão a corresponder muito positivamente e a evolução da patologia é bastante positiva. Ainda assim, é necessário reeducar tanto o animal como o dono para a questão do esforço após o tratamento.

Foi realizado um Curso EPTE® sobre a EPTE® aplicada a cães onde participaram a fisioterapeuta Elena e o fisioterapeuta  Daniel Martín Vera, docente da EPTE® Eletrólise Percutânea Terapêutica. A assistência demonstrou-se muito atenta e com vontade de ajudar no tratamento de tendinopatias caninas com a técnica EPTE®.

Interessado(a)? Leia mais sobre outros temas relacionados:

Fisioterapia equina: utilização de EPTE® em cavalos