Se és atleta ou desportista, gostas de correr ou jogar futebol, talvez saibas que uma tendinite pode ser não só dolorosa como também pode obrigar-te a abandonar a prática do desporto durante algum tempo. Alguns movimentos repetitivos, uma más postura e esforçar demasiado o corpo são algumas das causas das tão temidas tendinites e tendinoses.

Este tipo de lesões nos tendões são um grande problema e em algumas ocasiões acabam por tornar-se crónicas.

Uma tendinite é, na realidade, uma inflamação ou inchaço do tendão. A maioria das tendinopatias que afectam os atletas e desportistas não são tendinites, mas sim tendinoses. Estas afectam directamente o tendão que está degenerado provocando dores e limitando a actividade físico dessa pessoa.

Causas das tedinoses: sobrecargas físicas, contusões, etc. Os atletas ou desportistas em questão não são apenas amadores, sofrer uma tendinite ou tendinose também afecta os atletas e desportistas profissionais.

No caso de quem pratica running, sem dúvida as tendinites ou as tendinoses são um grande quebra-cabeças. As lesões que mais afecta os corredores são, sem dúvida,  os problemas que lhes aparecem nos tendões, como por exemplo: tendão de Aquiles, fascite plantar, pubalgias,etc), que podem agravar-se com a prática prolongada de exercício físico e sem um tratamento devidamente adequando para as tendinites ou tendinoses executado no tempo correcto. Uma grande parte da percentagem de visitas às consultas de fisioterapia têm a ver com lesões nos tendões.

Uma técnica com grande projecção nos últimos anos é a eletrólise percutânea terapêutica, que com uma percentagem de recuperação cerca dos 100%.

Segundo um estudo, cerca de metade dos atletas de running que percorrem largas distâncias terão algum tipo de tendinopatia no tendão de Aquiles passados 50 anos. Este tendão, o maior do organismo humano, sofre muito por culta do stress e pressão da prática desportiva.

  • Tens uma tendinite? Procura o teu centro homologado EPTE® eletrólise percutânea terapêutica e encontra a resposta para as tuas dores. 

A eletrólise percutânea terapêutica é uma técnica mediante a qual se aplicam micro-correntes praticamente que não provocam dor para recuperar o tendão danificado. Será o próprio organismo que irá regenerar o tecido sem necessidade de fármacos (nem anti-inflamatórios, nem analgésicos), num período de tempo muito mais curto que utilizando outras técnicas tradicionais de fisioterapia. A duração média do tratamento costuma ser de 5 semanas.

  • O que é um centro homologado EPTE® e como este me pode ajudar a curar uma tendinite ou tendinose? 

Um centro homologado EPTE® eletrólise percutânea terapêutica, é um clínica de fisioterapia ou um hospital que conta com o aparelho de eletrólise percutânea EPTE® e com um profissional especialmente formado para aplicar a técnica da eletrólise percutânea terapêutica EPTE®.

São também os centros homologados que fazem da EPTE® eletrólise percutânea terapêutica uma técnica segura, pouco dolorosa e rápida no tratamento de lesões nos tendões como: tendão de Aquiles, cotovelo, fascite plantar, supra-espinhoso, rotuliano, etc. Entra no nosso mapa e procura o centro homologado mais perto de ti.

 

  •  Tendinites e tendinoses: qual é o termo mais adequando?

Tendinite é o nome mais habitual pelo qual se conhecem as lesões tendinosas que são normalmente consideradas como inflamações do tendão devido a diversas causas. Mas, contudo, é um termo em desuso em comparação termos como tendinoses ou tendinopatias (ditos de em modo geral).

A tendinite, de acordo com a sua definição seria considerada uma irritação ou inchaço do tendão.

No entanto, diversas investigações concluíram que na maioria dos casos não existia inflamação no tendão ou existia na zona que rodeio o mesmo. Não existia, por tanto, inflamação subjacente e o termo tendinite estaria utilizando-se de maneira incorrecta.

As tendinites são frequentes devido a sobrecargas físicas, que causam a tendinose e que são a principal causa no aumento da percentagem de consultas de fisioterapia. Existem vários casos de tendinites em doenças inflamatórias com afecção osteo-articular. No caso da tendinose, devido a uma sobrecarga do tendão, podemos verificar uma degeneração desse tendão devido a várias causas como: a idade do paciente, a micro-traumatismos repetidos ou por problemas vasculares. Em alguns casos, apesar de existir esta degeneração não se manifestam quaisquer sintomas.

Gostaste deste artigo? Talvez estes te possam interessar:

Tratamento de tendinites com a EPTE ®;

10 razões pelas quais eleger Eletrólise Percutânea Terapêutica EPTE ®.